Educação

Colégios cívico-militares: APP Sindicato de Londrina se posiciona contra o programa

“É um típico projeto elitista, que trata filho de trabalhador com polícia e filho do rico não”, diz a nota.

André
André Justus
Colégios cívico-militares: APP Sindicato de Londrina se posiciona contra o programa
Imagem: Reprodução/Pixabay

27 de outubro de 2020 - 17:39 - Atualizado em 27 de outubro de 2020 - 17:39

A APP Sindicato de Londrina divulgou uma nota nesta terça-feira (27) contra o programa de colégios cívico-militares que pode ser implementado em 215 colégios estaduais de 117 municípios do Paraná a partir de 2021.

Em nota, eles destacam preocupação pela “forma autoritária e propagandística que o governador do Paraná está impondo o projeto”, estabelecendo a mudança em mais de 200 unidades escolares. “O Governador Ratinho Júnior está vendendo uma ilusão a população, é preciso compreender que não estamos diante de uma solução mágica para a melhoria da educação”, diz a nota.

“Estas escolas tendem a ser implantadas em áreas periféricas, o que implica em mais uma vez tratar a pobreza como se fosse algo criminoso. É a manifestação da violência contra os pobres, negros(as) e contra todo aquele(a) que for diverso(a). É um típico projeto elitista, que trata filho(a) de trabalhador(a) com polícia e filho(a) do rico não. A educação quando acontece através da simples vigilância e da punição não reflete numa melhora”, finaliza o texto.

O Núcleo Regional de Educação de Londrina enfatizou que os pais, responsáveis ou alunos, com mais de 18 anos, devem participar de uma consulta pública presencial para opinar sobre a implementação do modelo até quarta-feira (28), das 8h Às 20h, para votar a favor ou contra o programa.

Na cidade de Londrina, as cinco unidades anunciadas são na Escola Estadual Doutor Fernando de Barros Pinto (Conj. Violim); Escola Maria Helena Davatz (Distrito de Lerroville), Escola Josemaria Escriva (Jardim Pacaembu 2), Escola Tsuru Oguido (Santa Rita II) e Escola Vista Bela (Vista Bela).

Receba as melhores notícias de Londrina e região pelo Whatsapp. Faça parte do grupo!

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.