Notícias

Eduardo Purkote Chiurrato: sétimo suspeito presta depoimento no caso Daniel

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

19 de novembro de 2018 - 00:00 - Atualizado em 19 de novembro de 2018 - 00:00

Eduardo Purkotte Chiuratto foi preso na quinta-feira (15) (Reprodução)

Depoimento estava previsto para ocorrer às 10 horas, porém foi transferido para a tarde desta segunda-feira

O sétimo suspeito de envolvimento na morte do jogador Daniel, Eduardo Purkote Chiuratto presta depoimento nesta segunda-feira (19) na Delegacia da Polícia Civil de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O depoimento, previsto para ocorrer às 10 horas, foi transferido para a tarde desta segunda-feira.

Prisão de Eduardo Purkote

Eduardo Purkote foi preso na quinta-feira (!5) durante o feriado da proclamação da República. “Está desesperado, chorando muito, preocupado porque não sabe o que está acontecendo”, declarou o advogado Ricardo Dewes no dia prisão.

O jovem, de 18 anos, seria de uma família com estrutura, de boa índole e que não pratica delitos. “Os pais estão dando todo o apoio para que ele diga a verdade”, explicou a defesa de Eduardo Purkote, preso em um condomínio de luxo em São José dos Pinhais, na quinta-feira (15).

Daniel Correa foi morto no dia 27 de outubro (Reprodução)

Pedido de liberdade de Purkote

O advogado também revelou que não vai entrar com um pedido de habeas corpus no momento para mostrar a boa vontade de Eduardo Purkote Chiuratto em esclarecer a morte do jogador Daniel.

Para o advogado, a medida poderia ser interpretada de outra forma pela justiça. “Ele vai estar se ocultando, vai sair da prisão e deixando de prestar esclarecimentos. A gente quer deixar claro que ele quer prestar depoimento”, garantiu.

Ainda de acordo com a defesa, “a única coisa que justifica a prisão é o esclarecimento. O tempo todo a gente se coloca à disposição para prestar depoimento”, disse.

Presos no caso Daniel

Eduardo possui um irmão gêmeo que não é acusado de envolvimento no caso do jogador assassinado. Ao todo, sete pessoas estão presas por suspeita da morte de Daniel Correa: Edison Brittes, Cristiana Brittes, Allana Brittes, David Willian Vollero da Silva, Ygor King, Eduardo Henrique Ribeiro da Silva e Eduardo Purkotte.

Família Brittes permanece presa suspeita de envolvimento na morte de Daniel (Reprodução)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.