Economia

Economista búlgara vai substituir Lagarde no FMI

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

25 de setembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 25 de setembro de 2019 - 00:00

A economista búlgara Kristalina Georgieva foi escolhida como a próxima diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), em substituição à francesa Christine Lagarde, que se tornará presidente do Banco Central Europeu (BCE).

Georgieva é a primeira pessoa nascida em um país emergente a dirigir o FMI desde a fundação da instituição, em 1944.

Ela foi selecionada depois de um processo iniciado pelo Conselho Executivo do Fundo em 26 de julho. O comitê tem 24 membros, que representam os 189 países associados ao FMI. A posse está marcada para 1º de outubro.

Georgieva é diretora-executiva do Banco Mundial desde janeiro de 2017. Entre fevereiro e abril, ela ocupou o cargo de presidente do Grupo Banco Mundial. Anteriormente, foi membro da Comissão Europeia.

A búlgara tem Ph.D. Em ciência econômica e mestrado em economia política e sociologia pela Universidade de Economia Mundial e Nacional, de Sófia, capital da Bulgária. Ela foi professora na instituição de 1977 a 1991.

Em um comunicado, Georgieva declarou que o FMI nunca foi tão importante para a economia mundial. “É uma responsabilidade enorme ser a líder do FMI em um momento em que o crescimento da economia mundial segue decepcionando, as tensões comerciais persistem e o nível de endividamento estão em níveis historicamente altos. Nossa prioridade imediata é ajudar os países a minimizar o risco de crise e lidar com os ventos contrários”, disse.

Contato: mateus.fagundes@estadao.com

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.