Economia

Wall St recua com aumento de casos de coronavírus e esperanças menores de estímulo nos eua

Reuters
Reuters
Wall St recua com aumento de casos de coronavírus e esperanças menores de estímulo nos eua
.

26 de outubro de 2020 - 11:19 - Atualizado em 26 de outubro de 2020 - 11:20

Por Medha Singh e Shivani Kumaresan

(Reuters) – As ações dos Estados Unidos caíam acentuadamente nesta segunda-feira, com o aumento de casos de coronavírus e um impasse em Washington sobre o próximo projeto de ajuda fiscal obscurecendo as perspectivas econômicas em meio à corrida até as eleições presidenciais de 3 de novembro.

As novas infecções atingiram níveis recordes nos Estados Unidos, com a cidade de El Paso, no Texas, pedindo aos cidadãos que permaneçam em casa nas próximas duas semanas. Na Europa, Itália e Espanha impuseram novas restrições.

Ações relacionadas a viagens, que são vulneráveis às restrições relacionadas à Covid-19, incluindo American Airlines, United Airlines Holdings e Booking Holdings, caíam entre 3% e 4,5%.

Todos os principais setores do S&P eram negociados em baixa, com ações economicamente sensíveis, como as de energia, industriais e financeiras, registrando as maiores quedas percentuais.

A presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, disse no domingo que o governo Trump estava analisando a última proposta de alívio em resposta à Covid-19 e que espera uma resposta nesta segunda-feira.

Às 11:18 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 1,31%, a 27.965 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,893983%, a 3.434 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,06%, a 11.542 pontos.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9P16L-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.