Economia

Tesla, Uber e outras empresas criam grupo de lobby para acelerar indústria de elétricos nos EUA

Reuters
Reuters
Tesla, Uber e outras empresas criam grupo de lobby para acelerar indústria de elétricos nos EUA
(Blank Headline Received)

18 de novembro de 2020 - 10:56 - Atualizado em 18 de novembro de 2020 - 11:00

Por David Shepardson

WASHINGTON (Reuters) – Algumas grandes empresas de serviços públicos dos Estados Unidos, como a Tesla , a Uber e outras, informaram na terça-feira que estão iniciando um novo grupo para fazer lobby por políticas nacionais para impulsionar as vendas de veículos elétricos.

A Zero Emission Transportation Association quer aumentar os incentivos aos consumidores de veículos elétricos e encorajar o fim de veículos movidos a gasolina. O grupo também defende regras de emissões mais rígidas e padrões de desempenho que potencialmente permitirão a eletrificação completa até 2030.

Sob o governo Donald Trump, a Casa Branca rejeitou novos créditos fiscais para veículos elétricos, pois propôs eliminar os créditos existentes e tornar mais fácil a venda de veículos que consomem muita gasolina.

O presidente eleito dos EUA, Joe Biden, promete novos incentivos fiscais, incluindo novos descontos para comprar veículos elétricos e uma forte expansão das redes de recarga, medidas políticas que as montadoras há muito defendem.

O presidente-executivo da Uber, Dara Khosrowshahi, disse que o grupo apoiará “o trabalho da Uber para passar 100% de suas corridas para veículos elétricos (nos Estados Unidos), cidades canadenses e europeias até 2030 e atingir emissão zero em 2040.”

Montadoras dos Estados Unidos venderam 326.000 veículos elétricos em 2019, representando cerca de 2% do total das vendas de automóveis nos Estados Unidos. A Tesla vendeu quase 60% do total.

Outros membros do grupo incluem ConEdison, Duke Energy, PG&E, além de empresas de recarga de baterias de elétricos como Chargepoint e EVgo. Também fazem parte Albemarle, a maior produtora mundial de lítio para baterias de veículos elétricos, Piedmont Lithium e Siemens.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAH12O-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.