Economia

Rússia pode reduzir imposto de importação de carne de aves do Brasil, diz RIA

Reuters
Reuters

2 de março de 2021 - 13:18 - Atualizado em 2 de março de 2021 - 21:19

MOSCOU (Reuters) – A Rússia pode reduzir os impostos sobre as importações de carnes de aves do Brasil se o aumento dos preços domésticos não se estabilizar, informou a agência de notícias RIA nesta terça-feira, citando uma fonte do setor.

O governo russo impôs restrições à exportação de grãos e outras medidas na tentativa de desacelerar a inflação de alimentos em meio à pandemia de Covid-19 e à queda da renda familiar.

O possível corte de impostos foi mencionado em uma reunião de funcionários do Ministério da Agricultura e dos maiores produtores de aves da Rússia na terça-feira, na qual eles discutiram o aumento dos preços de aves e ovos, disse a RIA.

Frango e ovos são a proteína animal mais popular disponível para os russos, com a demanda doméstica crescendo nos últimos 12 meses, enquanto a produção de aves da Rússia tem diminuído neste ano, depois que alguns produtores foram atingidos por surtos de gripe aviária.

A cota russa de importação de aves para 2021 está fixada em 364.000 toneladas com imposto zero para todos os países. Fora da cota, o imposto sobe para 65%.

“Foi notado no encontro que o governo está discutindo a redução do imposto de importação da carne de frango do Brasil, que é um dos principais fornecedores desse produto, como uma possível medida de estabilização. Essa medida poderá ser tomada se outras soluções forem insuficientes”, disse a RIA, citando uma fonte.

O ministério não respondeu ao pedido da Reuters de comentário sobre um possível corte no imposto sobre a importação de carne de aves do Brasil.

(Por Polina Devitt)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.