Economia

RJ pode desistir de concessão da Cedae, diz governador em exercício

Reuters
Reuters
RJ pode desistir de concessão da Cedae, diz governador em exercício
Poluição nas águas da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro (RJ)

29 de outubro de 2020 - 14:51 - Atualizado em 29 de outubro de 2020 - 14:55

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O governo do Rio de Janeiro pode desistir da concessão de parte da companhia de saneamento Cedae, caso o modelo não seja visto como vantajoso, disse nesta quinta-feira o governador em exercício, Cláudio Castro.

O certame, inicialmente marcado para dezembro, foi adiado para o começo de 2021, após ajustes e audiências públicas.

Nem todos os 64 municípios atendidos pela Cedae aderiram ao modelo de concessão, mas segundo cálculos do governo, cerca de 90% da população seria contemplada com a concessão de serviços de distribuição de água e coleta e tratamento de esgoto.

A modelagem inicial, feita pelo BNDES, previa concessão de 35 anos e investimentos na casa de 30 bilhões para ampliar a rede de água e esgoto.

“Eu já cobrei ao BNDES essas respostas. O Rio já fez maus negócios por pressa e pela questão financeira e não faremos isso de novo”, disse Castro a jornalistas. “Se o melhor para trazer investimento e uma melhor qualidade é fazer a concessão, faremos, mas pode não acontecer se não for a melhor modelagem e o BNDES precisa me dar respostas técnicas”.

Procurado, o BNDES não se pronunciou de imediato.

A Cedae foi dada como garantia no acordo de recuperação fiscal do Estado com a União, e passa por um processo de rediscussão, após o vencimento no mês passado. O acordo suspende por 3 anos o pagamento de dívidas com a União. As discussões sobre a concessão da Cedae envolvem o Tesouro Nacional.

Castro avalia que a empresa envolve no mínimo 11 bilhões de reais, mas segundo o governador, há quem avalie que a concessão possa atingir até 25 bilhões de reais.

“Há uma discussão com o Tesouro se o Rio pode usar esse dinheiro para investimento ou irá todo para pagar dívidas”, afirmou ele.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9S1OZ-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.