Economia

Rivais focam em presentes para desafiar Amazon em Natal da pandemia

Reuters
Reuters
Rivais focam em presentes para desafiar Amazon em Natal da pandemia
Centro de logística da Amazon em Lauwin-Planque

20 de novembro de 2020 - 15:58 - Atualizado em 20 de novembro de 2020 - 16:00

Por Paresh Dave

OAKLAND, Estados Unidos (Reuters) – Walmart, Best Buy e centenas de varejistas menores estão aumentando suas ofertas na internet na esperança de desafiar o predomínio da Amazon.com como vendedora de presentes de fim de ano.

Os novos serviços incluem oferta de embrulhos para presente, entrega a cargo do vendedor, inclusão de mensagem pessoal e até nota fiscal que não revela o preço do produto a quem recebê-lo.

As rivais da Amazon investiram milhões de dólares para acelerar a entrega de encomendas, expandir oferta de produtos e, em alguns casos, oferecerem frete grátis e até serviços de assinaturas. Mas até agora, a frente de dar presentes de fim de ano estava em segundo plano.

“Esta é uma área de oportunidade na qual varejistas menores ou grandes podem se diferenciar, dado que a maioria dos consumidores fará suas compras de final de ano na internet neste ano”, disse Bobby Figueroa, que trabalhou na unidade de venda de anúncios da Amazon e depois fundou a startup de análise de varejo Gradient.

Os norte-americanos gastarão 160 bilhões de dólares em presentes no trimestre atual, um aumento de 5% em relação a um ano atrás, usando o que pouparam durante a quarentena, segundo a empresa de análise da indústria Coresight Research.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAJ1DD-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.