Economia

Reino Unido e UE ficam próximos de acordo comercial limitado do Brexit

Reuters
Reuters

24 de dezembro de 2020 - 11:16 - Atualizado em 24 de dezembro de 2020 - 11:16

Por Guy Faulconbridge e Elizabeth Piper e John Chalmers

LONDRES/BRUXELAS (Reuters) – O Reino Unido e a União Europeia estavam prestes a fechar um acordo comercial limitado na quinta-feira, distanciando-se de um final caótico para o Brexit que abalou o projeto de 70 anos de construção da unidade europeia após a Segunda Guerra Mundial. 

Embora um acordo de última hora evite um final mais amargo do divórcio em 1º de janeiro, o Reino Unido deverá ter um relacionamento muito mais distante com seu maior parceiro comercial do que quase todos esperavam na época do referendo de 2016. 

Fontes em Londres e Bruxelas disseram que um acordo estava próximo, depois que o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, realizou uma teleconferência tarde da noite com ministros, enquanto negociadores em Bruxelas analisavam documentos jurídicos. 

“Certamente, o momento e a expectativa são de que conseguiremos um acordo do Brexit na véspera de Natal e posso dizer que será um enorme alívio”, disse o ministro irlandês das Relações Exteriores, Simon Coveney, à rádio RTE. 

No entanto, questões sobre a quantidade de peixes como linguado e arenque que os barcos da UE poderão pescar nas águas britânicas estavam atrasando o anúncio de um dos acordos comerciais mais importantes da história recente da Europa. 

“Há algum tipo de obstáculo” relacionado ao “pequeno texto” do acordo de pesca, afirmou Coveney. 

(Reportagem de Gabriela Baczynska, Guy Faulconbridge, Elizabeth Piper, Conor Humphries, Kate Holton, John Chalmers, William Schomberg, Paul Sandle e Michael Holden) 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.