Economia

Reguladores chineses alertam empresas de metais para que mantenham ordem no mercado

Reuters
Reuters
Reguladores chineses alertam empresas de metais para que mantenham ordem no mercado
Fábrica de aço em Changshou, China

24 de maio de 2021 - 14:59 - Atualizado em 24 de maio de 2021 - 15:00

PEQUIM (Reuters) – Reguladores chineses alertaram empresas da indústria de metais para que mantenham “a ordem normal do mercado” durante conversas sobre os significativos aumentos nos preços dos metais neste ano, disse a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (NDRC) na segunda-feira.

A NDRC, principal planejador econômico da China, junto com o ministério da indústria e as reguladoras de empresas estatais e mercados, tiveram reuniões no domingo com importantes empresas de commodities locais e pediram a elas que não elevem preços.

As conversas vieram após um comunicado do gabinete de governo chinês na quarta-feira em que o governo alertou que agiria para conter aumentos “exagerados” de preços para produtos como cobre, carvão, aço e minério de ferro.

Essas commodities, das quais a China é a maior consumidora global, saltaram neste ano em meio à alta na demanda puxada pela retirada de medidas restritivas associadas à Covid-19 e com estímulos de governos impulsionando o consumo pelo mundo.

O comunicado da NDRC alerta que as empresas não devem se envolver em “conluios” para “manipular preços do mercado” ou de produtos e nem acumular estoques, acrescentando que o aumento de preços foi resultado de vários fatores, inclusive externos, mas também refletiu a especulação excessiva.

A produção e as vendas normais do setor foram afetadas, segundo o órgão estatal.

Os reguladores prometeram fortalecer as fiscalizações dos mercados futuros e à vista, ao mesmo tempo em que reprimem as irregularidades e especulações maliciosas.

Ge Honglin, chefe da Associação da Indústria de Metais Não-ferrosos da China, disse em separado que, embora algumas pessoas afirmem que o salto nos preços foi impulsionado pelo mercado, a maioria acredita que chegou a hora de o governo agir.

“Os aspectos de oferta e demanda dos metais não ferrosos não mudaram e os custos não suportam aumentos de preços tão grandes”, disse ele, em comentários na conta da associação no WeChat.

Os preços de commodities industriais na China despencavam nesta segunda-feira, com os futuros do minério de ferro fechando em queda de 5,2%, após chegarem a desabar até 9,5%.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4N0YL-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.