Economia

Refino de petróleo na China atinge máxima recorde em junho

Reuters
Reuters
Refino de petróleo na China atinge máxima recorde em junho
Refinaria de petróleo no condado de Ju, China

15 de julho de 2021 - 16:53 - Atualizado em 15 de julho de 2021 - 16:55

Por Muyu Xu e Shivani Singh

PEQUIM (Reuters) – O refino de petróleo da China atingiu a máxima recorde em junho, avançando 3,9% diariamente em relação ao recorde anterior de maio, com mais refinarias retomando suas operações após manutenção.

O país processou 60,82 milhões de toneladas de petróleo no último mês, ou 14,8 milhões de barris por dia (bpd), mostraram dados do National Bureau of Statistics (NBS, na sigla em inglês) nesta quinta-feira.

Isso foi uma alta dos 14,25 milhões de bpd em maio, e também acima dos 14,08 milhões de bpd em junho do ano passado.

O rfino total durante a primeira metade de 2021 atingiu 353,35 milhões de toneladas, ou 15,13 milhões de bpd, alta de 10,7% do mesmo período em 2020.

As refinarias chinesas desaceleraram o processamento de petróleo no segundo trimestre devido à manutenção planejada. Esperava-se que cerca de 38 milhões de toneladas por ano de capacidade de refino voltassem online nas gigantes estatais do petróleo Sinopec e PetroChina do final de maio ao início de junho, conforme dados da S&P Platts.

As taxas médias de utilização nas refinarias independentes na província de Shandong eram 73,81% em 30 de junho, ante 66,7% no final de maio, mostraram dados monitorados pela consultoria chinesa Sublime.

(Reportagem de Muyu Xu e Shivani Singhe)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6E14F-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.