Economia

Bolsonaro publica decreto que autoriza privatização da Ferroeste

A Ferroeste é uma empresa ferroviária estatal brasileira, criada em 1988, que tem como principal acionista o governo do estado do Paraná

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da Agência Brasil
Bolsonaro publica decreto que autoriza privatização da Ferroeste
Foto: Jaelson Lucas/ANPr

16 de setembro de 2020 - 20:04 - Atualizado em 16 de setembro de 2020 - 20:04

O presidente Jair Bolsonaro editou decreto que qualifica a Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste) no Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) e cria o comitê de governança do projeto.

Segundo a Secretaria-Geral da Presidência da República, o objetivo da parceria com a iniciativa privada é aumentar a extensão da ferrovia, formando um corredor de 1.370 quilômetros e chegando a Maracaju, em Mato Grosso do Sul.

A ferrovia passa por vários municípios do Paraná e de Mato Grosso do Sul, além de alcançar o Paraguai e a Argentina, ligados ao agronegócio. Além disso, há o objetivo de interligar esse novo trecho à Ferrovia Norte-Sul.

A Ferroeste é uma empresa ferroviária estatal brasileira, criada em 1988, que tem como principal acionista o governo do estado do Paraná.

Atualmente, sua malha, de cerca de 250 quilômetros de extensão, liga os municípios de Guarapuava a Cascavel, no Paraná, com interligação até o Porto de Paranaguá, no litoral paranaense.

Em 1996, a empresa privada Ferrovia Paraná S/A (Ferropar) adquiriu a subconcessão daquela malha por 30 anos, mas, em 2006, o estado retomou o controle da ferrovia, devido à falência da concessionária.