Economia

Pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA sobem inesperadamente

Reuters
Reuters
Pedidos semanais de auxílio-desemprego nos EUA sobem inesperadamente
Fila de emprego em loja da Target em São Francisco, EUA

19 de novembro de 2020 - 10:45 - Atualizado em 19 de novembro de 2020 - 10:50

WASHINGTON (Reuters) – O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego aumentou inesperadamente na semana passada, já que uma nova rodada de fechamento de empresas para controlar a disseminação da Covid-19 desencadeou nova onda de demissões, desacelerando ainda mais a recuperação do mercado de trabalho.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 742 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 14 de novembro, em comparação com 711 mil na semana anterior, disse o Departamento do Trabalho dos EUA nesta quinta-feira.

Economistas consultados pela Reuters previam 707 mil pedidos na última semana.

(Por Lucia Mutikani)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAI13E-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.