Economia

Pandemia atinge salários alemães com mais força do que crise financeira

Reuters
Reuters
Pandemia atinge salários alemães com mais força do que crise financeira
Trabalhadores limpam neve em rua de Berlim

17 de fevereiro de 2021 - 09:24 - Atualizado em 17 de fevereiro de 2021 - 09:25

BERLIM (Reuters) – A renda nominal dos alemães caiu pela primeira vez em mais de uma década, disse a agência de estatísticas do país nesta quarta-feira, divulgando dados que mostraram que a pandemia de coronavírus teve um impacto mais severo sobre os salários do que a crise financeira de 2007-2008.

Dados preliminares mostraram que os rendimentos nominais encolheram 0,6% em 2020, a primeira contração desde o início da série de dados em 2007. Em termos reais ajustados pela inflação, a renda teve queda de 1%, a primeira contração desde 2013.

Meses de lockdown com o objetivo de conter a propagação do vírus tiveram um impacto devastador na economia global, e a maior economia da Europa, com sua forte dependência pelas exportações, não foi poupada.

Os números não refletem o impacto do regime de trabalho com jornada reduzida do governo utilizado para a preservação de empregos, sob o qual o Estado compensa parcialmente a renda perdida dos trabalhadores.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1G0WA-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.