Economia

Opep+ deve manter plano de oferta atual; vê retorno ordenado do Irã

Reuters
Reuters
Opep+ deve manter plano de oferta atual; vê retorno ordenado do Irã
Bombeamento de petróleo no condado de Loving, Texas (EUA)

31 de maio de 2021 - 15:27 - Atualizado em 31 de maio de 2021 - 15:30

Por Ahmad Ghaddar e Olesya Astakhova e Alex Lawler

LONDRES (Reuters) – A Opep+ deverá manter o ritmo atual de redução gradual dos cortes de oferta de petróleo na reunião da terça-feira, conforme afirmaram fontes do cartel, enquanto produtores equilibram expectativas de uma recuperação na demanda com um possível aumento de oferta do Irã.

A Organização de Países Exportadores de Petróleo e aliados, conhecido como Opep+, decidiu em abril devolver 2,1 milhões de barris por dia (bpd) de oferta ao mercado de maio a julho, uma vez que previa que a demanda global aumentaria apesar do aumento de casos de coronavírus na Índia.

Desde essa decisão, o rali do petróleo se estendeu e ganhou mais de 30% até agora em 2021 próximo de 70 dólares o barril. Mas a perspectiva de um maior produção no Irã, à medida que as negociações sobre a retomada do acordo nuclear avançam, limitou o lado positivo.

O secretário-geral da Opep Mohammad Barkindo afirmou que ele não espera que uma oferta maior do Irã cause problemas.

A reunião desta terça-feira deve contar com a presença de ministros de petróleo da Opep+.

Duas outras fontes da Opec+ afirmaram na segunda-feira não esperar que o grupo decida sobre a política de produção depois de julho, uma vez que as perspectivas para a oferta iraniana ainda não são claras. A Opep tem outra reunião planejada para 24 de junho.

(Reportagem de Ahmad Ghaddar, Olesya Astakhova Alex Lawler e Vladimir Soldatkin)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4U0QE-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.