Economia

Novos controles da China sobre exportação de tecnologia podem complicar venda do TikTok

Reuters
Reuters

30 de agosto de 2020 - 15:51 - Atualizado em 30 de agosto de 2020 - 15:51

PEQUIM/XANGAI (Reuters) – As novas regras da China sobre as exportações de tecnologia significam que a venda das operações do TikTok pela ByteDance nos Estados Unidos pode precisar da aprovação de Pequim, disse um especialista em comércio chinês à mídia estatal, levantando hipótese que complicaria a venda forçada e carregada de teor político.

A ByteDance foi ordenada pelo presidente dos EUA, Donald Trump, a vender o aplicativo de vídeos curtos TikTok no país, em meio a preocupações a respeito da segurança dos dados pessoais que gerencia.

A Microsoft e a Oracle estão entre os pretendentes aos ativos, que também incluem as operações do TikTok em Canadá, Nova Zelândia e Austrália.

No entanto, a China revisou na noite de sexta-feira uma lista de tecnologias que estão proibidas ou restritas para exportação pela primeira vez em 12 anos.

Cui Fan, professor de comércio internacional da Universidade de Negócios Internacionais e Economia de Pequim, disse que as mudanças se aplicariam ao TikTok.

“Se a ByteDance planeja exportar tecnologias relacionadas, ela deve passar pelos procedimentos de licenciamento”, disse Cui em uma entrevista à Xinhua publicada no sábado.

O Ministério do Comércio da China adicionou 23 itens –incluindo tecnologias como serviços de envio de informações pessoais baseados em análise de dados e tecnologia de interface interativa de inteligência artificial– à lista restrita.

O processo para obter a aprovação preliminar para exportação de tecnologia pode levar até 30 dias.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.