Economia

Nissan acelera transição para veículos elétricos na China

Reuters
Reuters
Nissan acelera transição para veículos elétricos na China
Veículo elétrico da Nissan em exibição em Xangai, China

26 de janeiro de 2021 - 13:20 - Atualizado em 26 de janeiro de 2021 - 13:25

Por Norihiko Shirouzu

PEQUIM (Reuters) – A Nissan Motor está acelerando o lançamento de veículos elétricos na China sob sua marca principal e sua marca local, Venucia, enquanto revisa sua estratégia no maior mercado automotivo do mundo, disseram quatro fontes à Reuters.

Além do foco em veículos mais ecológicos, o plano envolve o uso de mais peças e tecnologias feitas localmente para reduzir custos e ajudar a montadora japonesa a competir melhor com empresas chinesas de custo mais baixo e grandes rivais globais, disseram as fontes.

A estratégia da China é um pilar fundamental da recuperação da Nissan, que envolve o foco na produção de carros lucrativos para a China, Japão e Estados Unidos, em vez de perseguir o crescimento global como fez sob o comando de seu ex-chefe Carlos Ghosn.

“Antes, estávamos dizendo global, global, global e a China era apenas parte dessa estratégia”, disse uma das quatro pessoas familiarizadas com os planos.

“Com a regionalização agora substituindo a globalização, temos que melhorar a competitividade de custos de todos os componentes e tecnologias que entram em um carro, focando totalmente no local”, disse a fonte.

Tanto a diretoria da Nissan quanto a diretoria de sua joint venture na China Dongfeng Motor Company apoiaram o plano e alguns elementos da nova estratégia serão revelados em um evento em Xangai em abril, disseram as fontes.

A Nissan planeja lançar três carros na China este ano: o novo crossover Ariya totalmente elétrico, uma reformulação significativa de seu SUV X-Trail e o carro compacto híbrido Sylphy, que utiliza sua tecnologia e-Power, disseram as fontes.

Pelo menos um carro novo da Nissan chegará ao mercado chinês a cada ano até 2025, com a maioria sendo totalmente elétricos ou híbridos equipados com tecnologia de direção autônoma e inteligente, disseram as fontes.

Duas das fontes disseram que o plano também envolve transformar a Venucia mais em uma marca de veículos elétricos (EVs) acessíveis, embora os detalhes ainda estejam sendo discutidos. A ideia é colocar o preço dos novos EVs da Venucia bem abaixo de seu veículo elétrico mais barato – o e30 – que custa a partir de 61.800 iuanes (9.540 dólares).

A Nissan se recusou a comentar sobre sua futura estratégia de produtos.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0P156-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.