Economia

Motoristas de aplicativo fecham rodovias para protestar contra o preço do combustível

Neste ano já ocorreram cinco reajustes nos preços dos combustíveis

Carol
Carol Machado da equipe de estágio sob supervisão de Guilherme Becker com informações da RIC RECORD TV
Motoristas de aplicativo fecham rodovias para protestar contra o preço do combustível
Foto: Otoniel Silva

5 de março de 2021 - 09:55 - Atualizado em 5 de março de 2021 - 09:55

A mobilização dos motoristas de aplicativo começou nas primeiras horas desta sexta-feira (5) na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. Os trabalhadores da capital marcaram presença na Linha Verde para protestar contra o preço do combustível.

De acordo com informações da RIC RECORD TV, o grupo fechou um trecho da Linha Verde, que fica próxima ao bairro Pinheirinho, mas a Policia Rodoviária (PRF) determinou que os manifestantes liberassem o trânsito. A Policia Militar também acompanhou a situação.

A via liga Curitiba ao município de Fazenda Rio Grande. Não há bloqueio no local até o momento, mas os motoristas afirmam que mais bloqueios irão acontecer ao longo do dia.

Neste ano já ocorreram cinco reajustes nos preços dos combustíveis. De acordo com a Gaspass o preço médio da gasolina nos últimos 15 dias em Curitiba é de R$ 5.064. Já o preço do Etanol está em R$ 3.675, o preço do Diesel fica no valor de R$ 4.060.

Um dos líderes do movimentou afirmou que o objetivo da manifestação é chamar a atenção das autoridades para o problema. De acordo com ele, a categoria tem uma reunião marcada com o Governo do Estado para a próxima quarta-feira (10).

A categoria ainda afirma que pretende fechar outras rodovias ao longo do dia na capital e na região metropolitana.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.