Economia

Micro e pequenas empresas são responsáveis por gerar 72% dos empregos no Paraná, diz pesquisa

Levantamento do Sebrae mostra que, enquanto médios e grandes negócios realizaram 30.630 contratações no primeiro semestre, micros e pequenas empresas contrataram 86.293 pessoas

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Micro e pequenas empresas são responsáveis por gerar 72% dos empregos no Paraná, diz pesquisa
(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

10 de agosto de 2021 - 18:07 - Atualizado em 10 de agosto de 2021 - 18:07

As micros e pequenas empresas são responsáveis por 72,93% das 86.293 novas vagas em pequenos negócios durante o primeiro semestre de 2021. É o que mostra um levantamento do Sebrae Nacional com base em dados do Cadastro Geral de Empregos e Desempregos (Caged), do Ministério da Economia. As médias e grandes empresas realizaram 30.630 contratações, o equivalente a 25,88%.

De acordo com os dados, o setor da economia responsável pelo maior número de contratações no período foi o de Serviços (29.817 admissões), seguido por Indústria e Transformação (22.794) e Comércio (20.642). Com tais dados, em números absolutos, o Paraná é o terceiro estado que mais gerou empregos, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais, que tiveram saldos de 250.567 e 120.857, respectivamente.

Amberson Bezerra, coordenador estadual de políticas públicas e de acesso a serviços financeiros do Sebrae/PR, explica que os números demonstram a força de micro e pequenas empresas na retomada, muito com base na capacidade de inovação.

“Destacamos no contexto das MPE a criação de novos modelos de negócio, a agilidade na tomada de decisão, o aumento do consumo, a percepção de segurança na questão da saúde e políticas públicas que contribuíram para este cenário”,

diz Bezerra.

Em 2020, o Paraná gerou 52.670 novas vagas, o estado com o maior número do País. Entre elas, 38.272 foram contratações de MPE, 14.414 de MGE e 97 de outras formas de admissão. 

Brasil

O relatório ainda aponta que, nos últimos 12 meses, as micros e pequenas empresas foram responsáveis por 2.094.812 novas admissões, dado que representa 71,8% dos postos de trabalho criados entre julho de 2020 e junho de 2021. Número quase três vezes superior ao das médias e grandes que contrataram, entre julho de 2020 e julho de 2021, 717.029 trabalhadores.