Economia

Mercados europeus fecham em baixa após declarações do Fed ampliarem perdas

Reuters
Reuters
Mercados europeus fecham em baixa após declarações do Fed ampliarem perdas
Bolsa de Frankfurt

18 de junho de 2021 - 17:23 - Atualizado em 18 de junho de 2021 - 17:25

Por Sagarika Jaisinghani e Ambar Warrick

(Reuters) – As perdas nas ações de bancos e de energia foram exacerbadas por declarações “hawkish” de uma autoridade do Federal Reserve nesta sexta-feira, levando o índice STOXX 600 a interromper série de quatro semanas de ganhos diante dos temores de aperto monetário nos Estados Unidos.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 1,61%, a 1.745 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 1,58%, a 452 pontos, em seu pior dia em cinco semanas, com as ações de bancos e energia liderando as quedas.

O STOXX 600 registrou recuo de 1,2% nesta semana.

O setor bancário, que normalmente vai bem quando os juros estão altos, despencou quase 3% uma vez que os temores sobre uma eventual redução da liquidez levaram os investidores a realizar ganhos recentes.

O presidente do Federal Reserve de St. Louis, James Bullard, disse que o Fed pode começar a apertar os juros já no final de 2022, chamando o movimento de resposta natural ao crescimento econômico e, em particular, à inflação, que vem se movendo mais rápido do que o esperado com a reabertura da economia.

As declarações dele foram feitas depois que o Fed sinalizou inclinação “hawkish” esta semana, o que prejudicou mercados voltados para o risco.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,90%, a 7.017 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,78%, a 15.448 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,46%, a 6.569 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,93%, a 25.218 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,80%, a 9.030 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 2,28%, a 5.063 pontos.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5H115-BASEIMAGE