Economia

Mercado Livre capta R$1,07 bi com fundo de recebíveis para capital de giro

Reuters
Reuters
Mercado Livre capta R,07 bi com fundo de recebíveis para capital de giro
Escritórios do Mercado Livre em São Paulo (SP)

8 de janeiro de 2021 - 15:01 - Atualizado em 8 de janeiro de 2021 - 15:05

SÃO PAULO (Reuters) – O portal de comércio eletrônico Mercado Livre anunciou nesta sexta-feira que concluiu a estruturação de um fundo de direitos creditórios (FIDC) de 1,07 bilhão de reais para antecipação de recebíveis de cartão de crédito.

Segundo a companhia, a distribuição das cotas terá prazo total de 30 meses com amortização nos últimos 3 meses. A operação foi coordenada pela XP e pelo Itaú BBA e a gestão do

fundo será do Brasil Plural. A taxa negociada das cotas foi de DI+1,75% ao ano.

“Nosso objetivo é diversificar as fontes de financiamento para ampliar e facilitar a oferta de capital de giro aos vendedores”, disse em nota o diretor financeiro do Mercado Livre no Brasil, Tiago Azevedo.

A operação acontece cerca de dois meses após o Mercado Livre ter obtido do Banco Central a licença de instituição financeira, o que deve dar maior flexibilidade para o grupo ter produtos próprios, em complemento ao seu braço financeiro Mercado Pago.

(Por Aluísio Alves)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0714Z-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.