Economia

Maior cidade da Nova Zelândia volta a lockdown após caso de Covid-19

Reuters
Reuters

27 de fevereiro de 2021 - 13:36 - Atualizado em 27 de fevereiro de 2021 - 13:40

Por Praveen Menon

WELLINGTON (Reuters) – A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, afirmou neste sábado que a maior cidade do país, Auckland, entrará em um lockdown de sete dias a partir da manhã de domingo, após um novo caso local de coronavírus de origem desconhecida ter sido identificado.

Isso acontece duas semanas depois dos quase 2 milhões de moradores de Auckland entrarem em um lockdown de três dias, depois de uma família com três pessoas ser diagnosticada com a variante britânica mais transmissível do novo coronavírus que causa a Covid-19.

Autoridades sanitárias, que não puderam confirmar imediatamente como a pessoa foi infectada, afirmaram que o sequenciamento genômico da nova infecção estava em andamento.

O paciente desenvolveu sintomas na terça-feira e se considera que esteve potencialmente infeccioso desde domingo, disseram as autoridades. A pessoa visitou vários locais públicos nesse período.

“Com base nisso, estamos na infeliz, mas necessária posição de proteger os cidadãos de Auckland novamente”, disse Ardern, anunciando o lockdown.

Autoridades sanitárias estavam tentando descobrir se o novo caso está relacionado a um surto no começo de fevereiro, agora com 12 infecções.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.