Economia

Japonesa Daiwa abre negócio de mercado de capitais na China

Reuters
Reuters
Japonesa Daiwa abre negócio de mercado de capitais na China
Logo da Daiwa em Tóquio

28 de dezembro de 2020 - 14:12 - Atualizado em 28 de dezembro de 2020 - 14:15

Por Takashi Umekawa e Yuki Nitta

TÓQUIO (Reuters) – A japonesa Daiwa Securities planeja abrir em fevereiro seu negócio de emissão de títulos na China por meio de uma joint venture, disse o presidente-executivo Seiji Nakata à Reuters.

A China revelou uma série de medidas nos últimos anos para abrir seu setor financeiro de trilhões de dólares para empresas estrangeiras, incluindo bancos, administração de fundos, corretoras e seguradoras.

O plano da Daiwa de abrir um negócio de subscrição com dois sócios locais após o Ano Novo Lunar, em 12 de fevereiro, marcará o retorno da segunda maior corretora e banco de investimento do Japão à China, após uma ausência de seis anos.

“Embora a China tenha riscos ilimitados, incluindo políticos, também tem potencial de crescimento ilimitado em sua economia”, disse Nakata à Reuters.

A joint venture da Daiwa com o Beijing State Capital Operation Management Center, com 33%, e a Beijing Xi Cheng Capital, com 16%, aguarda licença da Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China.

A Daiwa esteve ativa na China por uma década, tendo 33% de uma joint venture com a Shanghai Securities, mas desistiu em 2014, após não conseguir ganhar participação de mercado significativa, citando o escopo limitado do negócio.

“Era difícil para nós operar o negócio naquela época porque o presidente-executivo da joint venture vinha de nosso parceiro, não de nós”, disse Nakata.

O plano da Daiwa segue os movimentos recentes de outras empresas financeiras para aumentar negócios na China.

O Goldman Sachs acertou no início do mês a compra de sua sócia local, assumindo todo o negócio. O JPMorgan elevou a fatia numa joint venture, de 20% para 71%, em novembro. O maior rival japonês da Daiwa, Nomura, lançou uma joint venture em dezembro de 2019, com 51% do controle.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGBR0TJ-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.