Economia

Inflação turca atinge máxima de 2 anos com salto inesperado para 17,5%

Reuters
Reuters
Inflação turca atinge máxima de 2 anos com salto inesperado para 17,5%
BC da Turquia, em Ancara

5 de julho de 2021 - 12:08 - Atualizado em 5 de julho de 2021 - 12:10

Por Daren Butler

ISTAMBUL (Reuters) – A inflação anual da Turquia saltou para uma máxima de dois anos de 17,53% em junho, superando a previsão de 17% e dando continuidade aos aumentos após uma breve desaceleração, potencialmente adiando quaisquer cortes nas taxas de juros para o final do ano.

A leitura mensal dos preços ao consumidor também foi maior do que o esperado, com alta de 1,94% de acordo com a agência de estatísticas da Turquia, ante a projeção de 1,50% em pesquisa da Reuters.

A inflação, que permaneceu na casa dos dois dígitos durante a maior parte dos últimos quatro anos, tem sido sustentada pela depreciação da lira, pelo esgotamento da credibilidade monetária e por uma explosão da demanda à medida que a economia saía da pandemia do coronavírus.

“Parece que a promessa do banco central de manter as taxas reais positivas será testada, com grande probabilidade de levar” a taxa básica de juros de 19%, disse Tim Ash, da BlueBay Asset Management.

Em maio, a inflação caiu inesperadamente para 16,59% devido ao lockdown por conta da Covid-19. Até então ela estava em tendência de alta desde setembro apesar do início de um ciclo de aperto monetário naquele mês.

(Reportagem adicional de Can Sezer, Berna Suleymanoglu e Halilcan Soran)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH640JV-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.