Economia

Inflação acelera no Reino Unido com consumidores em lockdown gastando de casa

Reuters
Reuters
Inflação acelera no Reino Unido com consumidores em lockdown gastando de casa
Mulher caminha em frente a mercado de rua fechado de Londres, em meio ao terceiro lockdown nacional do Reino Unido

17 de fevereiro de 2021 - 09:46 - Atualizado em 17 de fevereiro de 2021 - 09:50

Por David Milliken e William Schomberg

LONDRES (Reuters) – A inflação britânica acelerou em janeiro, já que os consumidores se aconchegaram em casa com novos sofás e edredons e gastaram mais em comida, videogames e outros entretenimentos domésticos sob um terceiro lockdown nacional contra o coronavírus.

A inflação anual ao consumidor subiu para uma máxima em três meses de 0,7% no mês passado, e muitos economistas esperam que ela ultrapasse a meta de 2% do Banco da Inglaterra neste ano, depois que cortes temporários de impostos e um teto nos preços de combustíveis para as famílias cheguem ao fim.

“Isso derrubaria qualquer esperança de mais estímulo de política monetária pelo Banco da Inglaterra, embora duvidemos que isso também leve a uma política monetária mais rígida”, disse Paul Dales, economista-chefe da Capital Economics para o Reino Unido.

Economistas consultados pela Reuters projetavam que o índice de preços ao consumidor repeteria a alta de 0,6% vista em dezembro.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1G0XM-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.