Economia

Índices da China recuam pressionados por saúde e default de títulos

Reuters
Reuters
Índices da China recuam pressionados por saúde e default de títulos
Bolsa de Xangai

17 de novembro de 2020 - 07:35 - Atualizado em 17 de novembro de 2020 - 07:40

XANGAI (Reuters) – O mercado acionário da China fechou em baixa nesta terça-feira, pressionado pelas perdas em ações de saúde diante das preocupações com as fortes valorizações, enquanto mais defaults afetaram o sentimento.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,19%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,21%.

O setor de saúde do CSI300 registrou as maiores perdas, com queda de 2,7%. As empresas de transporte avançaram com notícias de outra vacina promissora contra o coronavírus melhorando o sentimento.

A vacina experimental da Moderna Inc é 94,5% eficaz com base em dados provisórios de um teste em estágio avançado, disse a empresa na segunda-feira.

Os fundos mútuos mudaram algumas de suas posições para apostas cíclicas em busca de mais margem de segurança já que as valorizações de tecnologia estão altas demais, disse Yan Kaiwen, analista do China Fortune Securities.

Yan acrescentou que os recentes defaults de títulos também afetaram o sentimento do mercado.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,42%, a 26.014 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,13%, a 26.415 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,21%, a 3.339 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,19%, a 4.894 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,15%, a 2.539 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,30%, a 13.593 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,11%, a 2.778 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,21%, a 6.498 pontos.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAG0LV-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.