Economia

Índice acionário do Japão recua de máxima de 30 anos com realização de lucros

Reuters
Reuters
Índice acionário do Japão recua de máxima de 30 anos com realização de lucros
Painel eletrônico mostrando índice acionário Nikkei em corretora de Tóquio

17 de fevereiro de 2021 - 08:02 - Atualizado em 17 de fevereiro de 2021 - 08:05

TÓQUIO (Reuters) – O mercado acionário japonês recuou nesta quarta-feira com os investidores realizando lucros após recente alta para máxima de 30 anos, mesmo com as ações castigadas pela pandemia tendo avançado por expectativas de recuperação econômica.

O índice japonês Nikkei recuou 0,58%, a 30.292,19 pontos, de uma máxima na terça-feira de 30.714,52, pico desde agosto de 1990. “Os investidores estão vendendo ações para realização de lucros hoje. O mercado está dando uma pausa do ímpeto de alta”, disse Masahiro Ichikawa, estrategista-chefe de mercado do Sumitomo Mitsui DS Asset Management. “As ações que foram castigadas em meio à pandemia estão sendo compradas já que a alta dos juros nos EUA e no Japão indica recuperação econômica. A distribuição de vacinas para a Covid-19 no Japão é outro fator positivo.”

As ações de chips e eletrônicos lideraram as perdas no Nikkei, com TDK em queda de 3,23%, Yaskawa Electric perdendo 3,23% e Tokyo Electron recuando 2,2%.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,58%, a 30.292 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,10%, a 31.084 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC permaneceu fechado.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, não teve operações.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,93%, a 3.133 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 3,54%, a 16.362 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,51%, a 2.920 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,46%, a 6.885 pontos.

(Reportagem de Junko Fujita)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1G0PH-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.