Economia

Índice acionário da China têm maior queda em 7 meses com temores de aperto monetário

Reuters
Reuters
Índice acionário da China têm maior queda em 7 meses com temores de aperto monetário
Bolsa de Xangai

24 de fevereiro de 2021 - 07:44 - Atualizado em 24 de fevereiro de 2021 - 07:45

XANGAI (Reuters) – O mercado acionário da China fechou em baixa nesta quarta-feira, e o índice referencial registrou a maior queda diária em sete meses, com os investidores preocupados com os altos valores em meio a crescentes temores de aperto da política monetária.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 2,55%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,99%, maior perda percentual diária desde 24 de julho.

Liderando as perdas, o subíndice de matérias-primas caiu 4,71%, enquanto o de consumo recuou 4,46% e o de saúde perdeu 4,41%.

“Esses setores avançaram demais em sessões anteriores e os valores ainda estão perto de máximas recordes”, disse Zhang Qi, analista da Haitong Securities.

O índice referencial chinês perdeu 3,6% até agora esta semana devido a preocupações com o aperto da política monetária, depois de avançar para uma máxima de mais de 13 anos em fevereiro devido ao otimismo em torno da recuperação econômica do país.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,61%, a 29.671 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,99%, a 29.718 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,99%, a 3.564 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 2,55%, a 5.437 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 2,45%, a 2.994 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 1,40%, a 16.212 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,17%, a 2.924 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,90%, a 6.777 pontos.

(Reportagem de Cheng Leng, Andrew Galbraith e Luoyan Liu)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1N0MS-BASEIMAGE