Economia

Indicado para CEO da Petrobras diz não ter opinião sobre privatização

Reuters
Reuters
Indicado para CEO da Petrobras diz não ter opinião sobre privatização
Trabalhador em plataforma da Petrobras

22 de fevereiro de 2021 - 09:46 - Atualizado em 22 de fevereiro de 2021 - 09:50

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O general Joaquim Silva e Luna, indicado pelo governo brasileiro para substituir o atual presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse nesta segunda-feira que não discutiu e não tem uma opinião sobre uma eventual privatização da companhia.

“Não conversei em nenhum momento (com o governo sobre o assunto)… então não me considero em condições de fazer nenhum juízo de valor”, afirmou ele, durante entrevista à Rádio Bandeirantes.

O presidente Bolsonaro disse na sexta-feira que Silva e Luna foi indicado para assumir o comando da Petrobras após o final do ciclo do atual CEO, que tem mandato até meados de março. A indicação será submetida ao conselho de administração da companhia, para o qual Luna também foi indicado pelo governo.

(Por Luciano Costa; edição de Roberto Samora)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH1L0QH-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.