Economia

Ibovespa recua com desconforto fiscal, mas fecha acima de 100 mil pontos com ajuda de NY

Reuters
Reuters

26 de agosto de 2020 - 17:02 - Atualizado em 26 de agosto de 2020 - 17:02

SÃO PAULO (Reuters) – Preocupações com a situação fiscal brasileira voltaram a pressionar a bolsa paulista nesta quarta-feira, com o Ibovespa chegou a trabalhar abaixo dos 100 mil pontos no pior momento, apesar de novas máximas registradas em Wall Street.

Índice de referência do mercado acionário do país, o Ibovespa fechou em queda de 1,62%, a 100.462,51 pontos, segundo dados preliminares. Na mínima, chegou a 99.359,36 pontos. O volume financeiro somava 27,68 bilhões de reais.

(Por Paula Arend Laier)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.