Economia

Ibovespa flerta com 128 mil pontos após PIB acima do esperado

Reuters
Reuters
Ibovespa flerta com 128 mil pontos após PIB acima do esperado
Bolsa de valores de São Paulo

1 de junho de 2021 - 14:59 - Atualizado em 1 de junho de 2021 - 15:01

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa superou os 128 mil pontos pela primeira vez nesta terça-feira, após a economia brasileira crescer acima do esperado no primeiro trimestre, retornando ao patamar pré-pandemia, embora o ritmo tenha perdido força.

Às 10:49, o Ibovespa subia 1,38%, a 127.957,78 pontos. Na máxima até o momento, chegou a 128.295,28 pontos, renovando recorde intradia. O volume financeiro somava 4,3 bilhões de reais.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 1,2% entre janeiro e março, terceiro trimestre seguido de ganhos, acima da expectativa em pesquisa da Reuters de ganho de 1,0% no período, conforme dados do IBGE.

Na visão do consultor econômico da Alta Vista Investimentos, José Mauro Delella, os dados são bastante positivos porque mostram performance positiva em todos os grupos – agropecuário, indústria e serviços -, bem como na taxa de investimentos.

Apesar da desaceleração, eles ressaltou que o desempenho é “é notável por se tratar de um período em que houve um agravamento da pandemia e consequente fechamento de algumas atividades da economia brasileira”.

Delella estima que os dados devem corroborar a continuidade no processo de revisão das estimativas do PIB para 2021, convergindo para patamares superiores a 5% nas próximas semanas. “A tendência é a gente caminhar para uma taxa de crescimento do PIB neste ano na faixa de 5% a 5,5%.”

Após os dados, Goldman Sachs e Bank of America elevaram suas projeções para 5,5% e 5,2%, respectivamente. A área de pesquisa macroeconômica do Itaú Unibanco elevara sua previsão já na semana passada para 5%.

“Os números do trimestre confirmam uma recuperação mais forte da economia”, reforçou o estrategista-chefe do banco digital modalmais, que revisou sua projeção para crescimento de 4,6% no ano após os dados.

“Para as próximas leituras, avaliamos que o impacto limitado da segunda onda da pandemia, a retomada do auxílio emergencial e o avanço na vacinação apontam para um sólido crescimento em 2021”, acrescentou em comentário a clientes.

Wall Street retornava de feriado e respaldava o viés comprador na bolsa paulista, com o S&P 500 em alta de 0,4%.

DESTAQUES

– EMBRAER ON valorizava-se 4,75%, ampliando a performance positiva em 2021 e tendo de pano de fundo que sua empresa de mobilidade aérea urbana Eve recebeu uma encomenda de 200 aeronaves no âmbito de parceria com a Halo, que fornece serviços personalizados de helicóptero e mobilidade aérea urbana privada nos Estados Unidos e no Reino Unido.

– ULTRAPAR ON avançava 4,61%, em meio a notícia sobre a venda de sua unidade química Oxiteno. De acordo com o Estadão, a empresa de private equity Advent, a fabricante norte-americana de produtos químicos Stepan e a tailandesa Indorama estão disputando a companhia.

– ITAÚ UNIBANCO PN subia 2,39% e BRADESCO ON avançavam 1,06%, em meio ao clima mais positivo sobre a economia brasileira, consolidando as novas máximas do Ibovespa.

– PETROBRAS PN mostrava elevação de 1,97%, na esteira da forte alta dos preços do petróleo no mercado externo, onde o Brent subia 2,64%.

– VALE ON subia 0,81%, com os futuros do minério de ferro na China saltando mais de 7% nesta terça-feira, em meio a notícias de que o polo siderúrgico de Tangshan planeja aliviar exigências de cortes de produção em usinas. A Vale também anunciou interromperá operações de Sudbury após empregados rejeitarem acordo coletivo.

– LOCAWEB ON perdia 2,18%, entre as poucas baixas da sessão, em meio a ajustes após forte recuperação na última quinzena de maio, embora tenha terminado o mês com variação negativa de 9%.

– BANCO INTER UNIT recuava 1,13%, também mantendo o sinal de baixa acumulado no mês passado, que teve uma série de anúncios, incluindo planos para listar na Nasdaq – o que resultaria na saída do papel do Ibovespa – e de oferta de ações no Brasil em que a StoneCo investirá até 2,5 bilhões de reais.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH501ZJ-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.