Economia

Ibovespa fecha em queda com ajustes; Magazine Luiza sobe após aquisição bilionária

Reuters
Reuters
Ibovespa fecha em queda com ajustes; Magazine Luiza sobe após aquisição bilionária
Sede B3

15 de julho de 2021 - 17:33 - Atualizado em 15 de julho de 2021 - 17:35

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa fechou em queda nesta quinta-feira, em sessão de ajustes, com bancos e Petrobras entre as maiores pressões negativas, enquanto Magazine Luiza foi destaque de alta após anunciar aquisição do KaBuM! e oferta de ações.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa recuou 0,73%, a 127.467,88 pontos, em sessão na qual trocou de sinal algumas vezes, chegando a encostar em 129 mil pontos na máxima. O volume financeiro no pregão somou 27,4 bilhões de reais.

Tal desempenho vem após três sessões consecutivas de alta, período no qual o Ibovespa acumulou um ganho de mais de 2% e chegou a se aproximar dos 130 mil pontos. Na véspera, no melhor momento, bateu 129.619,81 pontos.

Na visão do sócio e economista da VLG Investimentos, Leonardo Milane, tal desempenho é natural após vários dias de alta, principalmente no exterior, onde os principais índices acionários norte-americanos renovaram recordes nessa semana.

Ele, contudo, não vê no movimento uma reversão de tendência. “É só volatilidade”, acrescentou.

Em Nova York, o S&P 500 e o Nasdaq Composite recuaram mesmo após o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, reiterar que considera transitório o comportamento mais elevado da inflação e que não vai retirar os estímulos tão cedo.

No Brasil, Milane também chamou a atenção como um ponto positivo a aprovação pela Câmara dos Deputados do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022, que agora será analisado pelo Senado.

Os negócios no pregão brasileiro ainda foram marcadas pelas operações relacionadas ao vencimento de opções sobre ações que ocorre na sexta-feira.

DESTAQUES

– MAGAZINE LUIZA ON fechou em alta de 3,45% após anúncios de aquisição bilionária da plataforma de ecommerce KaBuM!, além de uma oferta de ações da ordem de 4,6 bilhões de reais. A empresa também fez previsões sobre números de lojas e centros de distribuição até 2023.

– PETROBRAS PN caiu 2,13%, acompanhando a queda dos preços do petróleo no exterior, com investidores se preparando para um aumento da oferta após um compromisso firmado entre os principais produtores da Opep.

– BRADESCO PN recuou 1,5% e ITAÚ UNIBANCO PN perdeu 1,2%, corroborando a correção de baixa na bolsa paulista. Na contramão dos grandes bancos de varejo do Ibovespa, BTG PACTUAL UNIT subiu 1,8% e BANCO INTER UNIT fechou em alta 0,81%.

– CSN ON avançou 1,98%, recuperando-se de perdas na véspera, quando pesaram declarações do ministro da Economia sobre corte na taxa de importação de aço e acordo com o setor para represar reajustes de preços.

– VALE ON encerrou com acréscimo de 0,31%, com os preços do minério de ferro negociado em Dalian, na China, engatando a quarta sessão consecutiva de ganhos.

– CVC BRASIL ON recuou 3,54%, com o setor de viagens como um todo em queda na sessão. GOL PN e AZUL PN perderam 2,04% e 1,65%, respectivamente.

– CBA ON saltou 6,16%, a 11,89 reais, em estreia na B3 após precificar oferta de ações a 11,20 reais, abaixo da faixa indicativa de 14 a 18 reais. Na máxima, a ação chegou a 12,50 reais.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6E15K-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.