Economia

Ibovespa fecha em alta e renova máximas históricas com Petrobras

Reuters
Reuters
Ibovespa fecha em alta e renova máximas históricas com Petrobras
Bolsa de valores de São Paulo

28 de maio de 2021 - 17:11 - Atualizado em 28 de maio de 2021 - 17:15

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – O Ibovespa fechou em alta de 1% nesta sexta-feira, renovando máximas históricas, apoiado principalmente no salto de Petrobras após o JPMorgan elevar recomendação para ‘overweight’, enquanto Sabesp capitaneou as perdas em meio a comentários do governo de São Paulo sobre a companhia.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,04%, a 125.656,02 pontos, acumulando na semana acréscimo de 2,5%, de acordo com dados preliminares. Na máxima da sessão, chegou a 125.697,58 pontos. O volume financeiro nesta sexta-feira somava 27,5 bilhões de reais.

Com a performance desta sexta-feira, o Ibovespa superou os recordes anteriores de 125.323,53 pontos no intradia e de 125.076,63 pontos no fechamento, ambos registrados em 8 de janeiro deste ano. Também caminha para fechar maio no azul, com alta até o momento de 5,7%.

Petrobras PN fechou o pregão com elevação de 4,05%, enquanto Petrobras ON subiu 5,66%, conforme dados antes do ajuste, após analistas do JPMorgan elevarem a recomendação dos papéis a ‘overweight’, chamando atenção em particular para a menor percepção de risco.

Outras blue chips também endossaram o movimento do pregão nesta sexta-feira, como B3 e Itaú Unibanco PN.

Sabesp ON, por sua vez, caiu 4,60%, em meio a declarações do secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo ao Valor Econômico que esfriaram expectativas de privatização no curto prazo da companhia de saneamento paulista.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4R13R-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.