Economia

Guedes diz que China inventou coronavírus, mas tem vacina menos eficaz que EUA

Reuters
Reuters
Guedes diz que China inventou coronavírus, mas tem vacina menos eficaz que EUA
Ministro da Economia, Paulo Guedes

27 de abril de 2021 - 16:27 - Atualizado em 27 de abril de 2021 - 16:30

Por José de Castro

(Reuters) – O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta terça-feira que o coronavírus foi inventado pela China e que a vacina desenvolvida pelos chineses é menos efetiva que a criada pelos norte-americanos.

Os comentários foram feitos durante reunião do Conselho de Saúde Complementar, na qual também estava presente o chefe da pasta da Saúde, Marcelo Queiroga. Após saber que o vídeo estava sendo gravado, Guedes disse: “Só não manda para o ar, por favor”.

A transmissão do evento fora feita pelas redes sociais do Ministério da Saúde, mas após o término da reunião o vídeo não estava mais disponível.

Guedes falava sobre a relevância do investimento privado para o avanço de tecnologias em países desenvolvidos e chegou a citar como exemplo a vitória de Estados Unidos e Reino Unido na Segunda Guerra Mundial, que, segundo ele, ocorreu pela força do setor industrial de ambos.

Ao fim da fala, o ministro afirmou: “O chinês inventou o vírus, e a vacina dele é menos efetiva do que a do americano.”

“O americano tem cem anos de investimento e pesquisa”, acrescentou o ministro, emendando que basta os norte-americanos conhecerem o vírus para rapidamente desenvolverem um imunizante.

Guedes fez uma exortação sobre “acreditar no setor privado” e disse: “Nós, governo, não teremos capacidade de cuidar da saúde do povo brasileiro todo”, justificando que, nos EUA, de acordo com o ministro, ocorre o mesmo.

Críticas de integrantes do governo e de pessoas próximas ao presidente Jair Bolsonaro à China causaram mal-estar no ano passado. O país asiático –maior parceiro comercial do Brasil– é fornecedor do insumo farmacêutico ativo (IFA) da CoronaVac, vacina do laboratório chinês Sinovac, e da vacina da AstraZeneca com a Universidade de Oxford, os dois únicos imunizantes que estão sendo aplicados no Brasil atualmente.

Procurada, a assessoria de imprensa do Ministério da Economia informou que ainda não havia posicionamento a respeito da fala de Guedes.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3Q17G-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.