Economia

GPA lança marketplace e prevê logística para vendedores a partir do 1º tri de 2021

Reuters
Reuters
GPA lança marketplace e prevê logística para vendedores a partir do 1º tri de 2021
Supermercado em São Paulo

18 de novembro de 2020 - 13:44 - Atualizado em 18 de novembro de 2020 - 13:45

SÃO PAULO (Reuters) – O GPA <PCAR3.SA> iniciou neste mês sua operação de marketplace, comercializando produtos de grandes varejistas de categorias que incluem vinhos, brinquedos e produtos para animais domésticos, em uma estratégia que terá no início do ano que vem aumento de sortimento e de oferta de serviços de logística da empresa para os vendedores na plataforma.

A companhia, dona das bandeiras Pão de Açúcar e Extra, afirma receber 240 milhões de visitas anuais de clientes a suas plataformas online de varejo e quer usar o conhecimento gerado por estas visitas para ampliar sua atuação em vendas digitais em um momento em que rivais, como Carrefour Brasil <CRFB3.SA>, também aceleram planos de venda pela internet aproveitando a carona dos efeitos da pandemia de Covid-19.

O presidente da divisão “multivarejo” do GPA, Jorge Faiçal, afirmou em apresentação nesta quarta-feira a analistas e jornalistas que o GPA também está desenvolvendo planos para monetizar as informações que produz com as vendas que faz aos clientes por canais digitais e também aguarda uma definição mais clara do mercado de meios de pagamentos para lançar sua carteira digital.

“Na Black Friday queremos chegar a 20 mil SKUs (itens à venda)…e mais de 400 mil em 2021”, disse Faiçal sobre a plataforma de marketplace da empresa, que já conta com vendedores como Ri Happy e Cobasi.

“Vamos trabalhar em grandes verticais como vinhos, brinquedos, automotivo, utilidades domésticas e petshops”, acrescentou, afirmando que a empresa não vai trabalhar com eledromésticos no marketplace “por enquanto”, de olho em não pressionar suas margens de lucro.

Faiçal afirmou que o incremento nos itens à venda na plataforma se dará com a entrada de novos vendedores. A empresa já tem mais de 100 vendedores assinados e mais de 170 em negociação, disse o executivo.

Ele, porém, não deu detalhes sobre como se dará a oferta de serviços de logística para os vendedores de marketplace da empresa no começo do próximo ano. “Não queremos oferecer nada abaixo do que já está sendo oferecido ao mercado”, disse o executivo, afirmando que a empresa “defende colaboração” entre os diversos marketplaces em operação no país, como Mercado Livre <MELI.O> e Magazine Luiza <MGLU3.SA>.

Segundo Faiçal, o GPA deve atingir neste ano vendas online de alimentos no conceito GMV de entre 1,1 bilhão e 1,2 bilhão de reais. Ele não fez projeções sobre o marketplace em 2021, mas afirmou que serão “valores significativos que pretendemos buscar já no próximo ano”.

As ações do GPA exibiam alta de 0,15% às 12h44, enquanto o Ibovespa <.BVSP> mostrava variação negativa de cerca de 1%.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAH1ES-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.