Economia

GPA chega a acordo com Península em disputa arbitral sobre imóveis

Reuters
Reuters
GPA chega a acordo com Península em disputa arbitral sobre imóveis
Unidade do Pão de Açúcar em São Paulo (SP)

8 de julho de 2021 - 09:43 - Atualizado em 8 de julho de 2021 - 09:45

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O GPA chegou a um acordo “para encerrar amigavelmente” processo de arbitragem iniciado em 2017 pelo Fundo de Investimento Imobiliário Península, informou o varejista em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na noite de quarta-feira.

A arbitragem discutia divergências relacionadas a 60 imóveis de propriedade da Península, objeto de contratos de locação de longo prazo celebrados em 2005, que asseguram ao GPA o uso e a exploração comercial dos mesmos por 20 anos a contar da sua celebração, renováveis por mais 20 anos a critério exclusivo do grupo varejista, segundo o comunicado.

“O acordo firmado resolveu amigavelmente as controvérsias do passado e aprimorou os contratos, mantendo o prazo de vigência das locações, com novas regras mais adaptadas ao mercado atual, que possibilitam a otimização do uso dos imóveis e trazem potencial de ganho para ambas as partes”, afirmou o GPA.

A Península é o family office da família Diniz do Brasil, que fundou o GPA, mas vendeu sua participação na empresa há vários anos.

(Reportagem de Gram Slattery)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH670OE-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.