Economia

Governo prorroga período em que empresas podem suspender contratos e reduzir jornadas e salários

Reuters
Reuters
Governo prorroga período em que empresas podem suspender contratos e reduzir jornadas e salários
Pessoas caminham por rua de comércio popular no centro do Rio de Janeiro

13 de outubro de 2020 - 21:14 - Atualizado em 13 de outubro de 2020 - 21:15

(Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro editou decreto que prorroga o período em que as empresas poderão suspender contratos de trabalho e reduzir salário e jornadas para fazer frente ao impacto econômico gerado pela pandemia de Covid-19, informou o governo nesta terça-feira.

“Diante do cenário atual de crise social e econômica, e com a permanência de medidas restritivas de isolamento social, faz-se necessária a prorrogação, mais uma vez, do prazo máximo de validade dos acordos. Essa ação irá permitir que empresas que estão em situação de vulnerabilidade possam continuar sobrevivendo a este período e, desta forma, preservar postos de trabalho e projetar uma melhor recuperação econômica”, disse a Secretaria-Geral da Presidência da República em nota.

O decreto prorroga em mais 60 dias o período em que as empresas poderão reduzir o salário e a jornada de trabalho de seus funcionários, elevando para até 240 dias o prazo original previsto para celebração de acordos.

O decreto também prorrogou o prazo para o recebimento do benefício emergencial, que o governo renovou até o final do ano.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9D009-BASEIMAGE