Economia

FMI pede expansão do alívio de dívida para outros países além dos mais pobres

Reuters
Reuters

22 de novembro de 2020 - 13:52 - Atualizado em 22 de novembro de 2020 - 13:52

WASHINGTON (Reuters) – A chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu neste domingo a implementação imediata e efetiva de uma nova estrutura do G20 criada para ajudar os países mais pobres do mundo a obter alívio permanente de dívida, mas disse que outros países também precisam de ajuda.

“É fundamental operacionalizar esta estrutura de maneira rápida e eficaz”, disse a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, em um comunicado após se dirigir aos líderes do grupo das 20 maiores economias.

“Daqui para frente, devemos também ajudar os países não cobertos por essa estrutura a endereçar vulnerabilidades de suas dívidas para que suas economias possam se tornar mais resilientes.”

A estrutura de tratamento para dívida endossada pelos líderes do G20 neste domingo se aplica a 73 países que são elegíveis para um congelamento temporário nos pagamentos oficiais de suas dívidas.

(Por Andrea Shalal)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.