Economia

Fintech Melhortaxa atinge R$1 bi em intermediação de crédito imobiliário

Reuters
Reuters
Fintech Melhortaxa atinge R$1 bi em intermediação de crédito imobiliário
Melhortaxa atinge R$1 bi em intermediação de crédito imobiliário

1 de dezembro de 2020 - 13:50 - Atualizado em 1 de dezembro de 2020 - 13:55

Por Aluisio Alves

SÃO PAULO (Reuters) – A plataforma digital de comparação de taxas e intermediação de crédito imobiliário Melhortaxa atingiu 1 bilhão de reais em financiamentos assinados.

Criada em 2014, a fintech afirmou nesta terça-feira que intermediou mais de 300 milhões de reais em contratos assinados neste ano até agora, após ter recebido mais de 60 mil pedidos online de financiamento, 160% a mais do que em 2019.

Com isso, a companhia diz que dobrou seu faturamento esse ano e já prevê triplicar sua receita em 2021.

A companhia, cuja sócia francesa Meilleurtaux teve uma fatia do Goldman Sachs comprada pelo fundo de investimentos em tecnologia Silver Lake em outubro, teve 150 mil usuários únicos nos primeiros 11 meses deste ano, 130% a mais do que no mesmo período de 2019. E os pedidos de portabilidade atingiram 30 mil, sete vezes acima de um ano antes.

O movimento acontece em meio à disparada da construção civil no país, que ganhou ainda mais força após a recessão provocada pelos efeitos da pandemia da Covid-19 ter levado o Banco Central a reduzir a Selic para a mínima histórica de 2% ao ano.

Assim, pela primeira vez na história, a taxa média dos contratos de crédito imobiliário nos 5 maiores bancos no país caiu abaixo de 7% ao ano + TR, segundo a Melhortaxa. Em outubro chegou a 6,98% e em novembro, 6,96%.

Segundo a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), de 5% e 10% da concessão de crédito imobiliário no país tem intermediação prévia, contra 50% na França e 80% nos Estados Unidos.

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGB037W-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.