Economia

Expansão do setor de serviços da China tem mínima de 14 meses em junho, mostra PMI do Caixin/Markit

Reuters
Reuters
Expansão do setor de serviços da China tem mínima de 14 meses em junho, mostra PMI do Caixin/Markit
Vendedores aguardam compradores em Pequim

5 de julho de 2021 - 07:47 - Atualizado em 5 de julho de 2021 - 07:50

PEQUIM (Reuters) – O crescimento do setor de serviços da China desacelerou com força para uma mínima de 14 meses em junho após o ressurgimento da Covid-19 no sul do país, mostrou nesta segunda-feira uma pesquisa privada, ampliando as preocupações de que a segunda maior economia do mundo pode estar perdendo força.

O índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) de serviços do Caixin/Markit caiu para 50,3 em junho de 55,1 em maio. O índice permaneceu pouco acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

A medida oficial do setor de serviços chinês também mostrou uma forte desaceleração em junho, embora tenha permanecido em território de expansão. A pesquisa privada tipicamente se foca mais em empresas menores.

Junto à desaceleração na indústria, analistas dizem que os resultados do PMI sugerem que a demanda reprimida devido à Covid-19 pode ter chegado a um pico e que a robusta recuperação econômica da China da crise está começando a se moderar.

Embora de forma mais lenta para se recuperar da pandemia do que a indústria, uma melhora gradual no consumo nos últimos meses havia impulsionado o setor de serviços.

Mas um surto da variante Delta de Covid-19, mais infecciosa, no centro de exportação e industrial de Guangdong em maio e junho e a subsequente adoção de medidas para controle pesaram sobre a atividade empresarial e do consumidor.

O subíndice de novos negócios ficou em 50,5 em junho, também nível mais baixo desde abril de 2020, quando o setor ainda estava paralisado devido à pandemia. As empresas também reduziram postos de trabalho em junho pela primeira vez em quatro meses, como resultado da desaceleração da demanda.

(Reportagem de Stella Qiu, Ryan Woo e redação Pequim)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH640B3-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.