Economia

Equatorial vence leilão de privatização da Companhia de Eletricidade do Amapá

Reuters
Reuters
Equatorial vence leilão de privatização da Companhia de Eletricidade do Amapá
Torre de eletricidade.

25 de junho de 2021 - 19:46 - Atualizado em 25 de junho de 2021 - 19:50

SÃO PAULO (Reuters) -A Equatorial Energia venceu nesta sexta-feira o leilão de privatização da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), ampliando sua atuação no país após ter adquirido a distribuidora de eletricidade gaúcha CEEE-D no final do primeiro trimestre.

No certame, a companhia fez a única oferta pela endividada CEA, que foi adquirida por um valor simbólico de cerca de 50 mil reais, referentes a ações de titularidade do Estado do Amapá.

O novo controlador terá de assumir passivos precificados em cerca de 1 bilhão de reais, conforme arranjo que teve a participação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Como vencedora, a Equatorial deverá responder por 3 bilhões de reais de investimentos pelo período de 30 anos, para atender cerca de 830 mil habitantes na área de concessão.

A celebração do contrato de concessão também está condicionada à realização de aumento de capital da CEA no valor mínimo de 400 milhões de reais, a ser subscrito pela Equatorial.

A Equatorial, que venceu o leilão definido por uma combinação de valores de outorga e tarifa, tem gestoras como Squadra, Opportunity, BlackRock e Verde como acionistas, além da canadense CPPIB, de fundos de pensão.

A empresa também controla distribuidoras de energia no Maranhão, Pará, Alagoas e Piauí.

(Por Roberto Samora; edição de Nayara Figueiredo)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5O105-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.