Empregos

PR: Construção civil tem o melhor trimestre desde 2019; contratações chegaram a 11 mil

O desempenho é 126% maior do que o mesmo período do ano passado, quando houve 5.132 admissões

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
PR: Construção civil tem o melhor trimestre desde 2019; contratações chegaram a 11 mil
(Foto: Gilson Abreu/AEN)

18 de maio de 2021 - 10:09 - Atualizado em 18 de maio de 2021 - 10:09

A construção civil fechou o primeiro trimestre de 2021 com 11.603 contratações com carteira assinada. Esse é o melhor resultado desde o início de 2019. O índice é 53% superior ao recorde anterior, de 7.573 postos de trabalho alcançado no terceiro trimestre de 2020. O levantamento foi realizado pelo Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho com base nos números mensais do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), vinculado ao Ministério da Economia.

O desempenho é 126% maior do que o mesmo período do ano passado (quando houve 5.132 admissões), em grande parte vivido antes da pandemia da Covid-19 – os primeiros casos da doença no Paraná foram confirmados em 12 de março de 2020.

“A construção civil foi muito afetada pela pandemia. Algumas atividades tiveram de ser paralisadas em virtude das medidas restritivas. O setor, contudo, está se reaquecendo, com reflexo nas contratações. Por isso o primeiro trimestre deste ano foi o melhor do setor durante a série histórica analisada (desde 2019)”,

ressaltou Suelen Glinski, chefe do Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda.

Outros setores

O desempenho da construção é reflexo de 4.758 contratações em janeiro, 4.961 em fevereiro e 1.884 em março. Os números de abril ainda não foram divulgados pelo governo federal.

Há, porém, outros destaques setoriais no período. A indústria geral puxou as admissões com 23.917 postos, seguido por informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas (16.479), comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (12.160), administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais (6.853), agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (2.823) e transporte, armazenagem e correio (2.489).

Números gerais

Com 78.484 novas carteiras assinadas, o Paraná fechou o primeiro trimestre entre os cinco estados que mais abriram vagas formais em 2021, respondendo por 9% de toda a geração de empregos com carteira assinada no País. Foi o melhor primeiro trimestre da história do Estado.

Apenas São Paulo (253.460), Minas Gerais (108.109) e Santa Catarina (87.127) tiveram desempenho superior no recorte de 90 dias. O Brasil gerou 837.074 postos no ano, decorrente de 4.940.568 contratações e de 4.103.494 demissões. 8.484 novas carteiras assinadas.

Veja o saldo de admissões na construção civil do Paraná por trimestre desde 2019:

2019
  • Primeiro trimestre: 2.830 contratações
  • Segundo trimestre: 4.344 contratações
  • Terceiro trimestre: 2.268 contratações
  • Quarto trimestre: 3.878 vagas fechadas
2020
  • Primeiro trimestre: 5.132 contratações
  • Segundo trimestre: 542 contratações
  • Terceiro trimestre: 7.573 contratações
  • Quarto trimestre: 1.608 contratações
2021
  • Primeiro trimestre: 11.603 contratações

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.