Economia

Eletrobras adere a acordo de leniência da Camargo Corrêa e receberá R$117 mi

Reuters
Reuters
Eletrobras adere a acordo de leniência da Camargo Corrêa e receberá R7 mi
.

26 de outubro de 2020 - 20:22 - Atualizado em 26 de outubro de 2020 - 20:25

SÃO PAULO (Reuters) – A Eletrobras assinou termo de adesão a um acordo de leniência firmado pela União com a empreiteira Camargo Corrêa, o que permitirá o ressarcimento de cerca de 117 milhões de reais à companhia e controladas, informou a estatal nesta segunda-feira.

De acordo com comunicado da elétrica, as empresas do grupo que serão beneficiadas são a própria Eletrobras, que receberá 28,9 milhões de reais; a Chesf, também com 28,9 milhões de reais; a Eletronorte, com 38,5 milhões de reais; e Furnas, com 20,6 milhões de reais.

Os pagamentos, que totalizarão 116,89 milhões de reais, serão realizados em 24 parcelas anuais a serem corrigidas pela taxa Selic, de acordo com a estatal.

“Esta é uma oportunidade de fazer retornar à Eletrobras parte dos recursos a que a companhia tem direito, diante dos prejuízos causados pela construtora, decorrentes do esquema de corrupção desvendado pela Operação Lava Jato”, disse a empresa no comunicado.

A Eletrobras acrescentou que também terá acesso garantido às informações e documentos obtidos por intermédio do acordo, assinado pela Controladoria-Geral da União (CGU) e pela Advocacia Geral da União (AGU), “de forma a avaliar se há outras medidas de ressarcimento cabíveis a serem adotadas, em razão dos atos ilícitos dos quais foi vítima”.

(Por Gabriel Araujo)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEG9P1UI-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.