Economia

Dólar fecha em alta de 2,53%, a R$5,2082

Reuters
Reuters
Dólar fecha em alta de 2,53%, a R$5,2082
Funcionário do banco Korea Exchange conta notas de dólares dos EUA na sede da instituição financeira em Seul

30 de julho de 2021 - 17:12 - Atualizado em 30 de julho de 2021 - 17:15

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar saltou mais de 2% nesta sexta-feira, praticamente zerando em apenas uma sessão a queda acumulada em toda a semana, puxado por um forte movimento de compras defensivas em meio a renovados ruídos fiscais no país que se somaram ao efeito negativo do clima arisco no exterior.

O dólar à vista fechou em alta de 2,53%, a 5,2082 reais na venda, depois de oscilar na sessão entre 5,215 reais (+2,67%) e 5,0765 reais (-0,06%).

Na semana, a moeda teve variação negativa de 0,04%, depois de até quinta-feira recuar 2,51%.

Em julho, o dólar subiu 4,66%. A alta mensal é a maior desde janeiro (+5,53%) e fez a cotação devolver quase totalmente a queda de junho (-4,77%). Para meses de julho, a valorização foi a mais forte desde 2015 (+10,16%). Em 2021, o dólar volta a acumular ganho de 0,32%.

Lá fora, a moeda norte-americana subia 0,27%, tomando distância de mínimas em um mês atingidas na véspera. O dólar tinha nesta sessão alta generalizada contra divisas de risco de perfil semelhante ao real, que teve no dia o segundo pior desempenho global, melhor apenas que o sol peruano.

(Por José de Castro)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6T1IZ-BASEIMAGE