Economia

CSN lança IPO de unidade de mineração que pode movimentar mais de R$7 bi

Reuters
Reuters
CSN lança IPO de unidade de mineração que pode movimentar mais de R bi
CSN lança IPO de unidade de mineração

23 de janeiro de 2021 - 12:54 - Atualizado em 23 de janeiro de 2021 - 12:55

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) – A CSN divulgou na sexta-feira prospecto preliminar para a muito aguardada oferta inicial de ações (IPO) de sua unidade de mineração, com faixa indicativa de preço de 8,50 a 11,35 reais por papel, em operação que pode movimentar mais de 7 bilhões de reais.

A oferta da CSN Mineração, que será listada sob o código “CMIN3”, compreenderá distribuições primária de 161,2 milhões de ações e secundária de, inicialmente, 372,75 milhões de papéis – com CSN, Japão Brasil e a sul-coreana Posco como acionistas vendedores. Os lotes de ações colocados à venda por cada acionista são 327,6 milhões, 37,6 milhões e 7,56 milhões, respectivamente.

Com isso, a CSN poderá levantar neste lote até 3,7 bilhões de reais com a transação, recursos que executivos da companhia têm afirmado que serão em parte usados para acelerar a redução de dívida do conglomerado, que também atua em cimentos e aço. Atualmente a CSN tem 87,5% da CSN Mineração e após a operação, sem considerar os lotes adicionais de papéis, ficará com fatia de 79,1%.

A quantidade de ações poderá ser acrescida em até 20% (em até 106,8 milhões de papéis). A operação ainda prevê um lote suplementar de até 15% da oferta (até 80 milhões de ações) de titularidade da CSN. A oferta será precificada em 11 de fevereiro e o início das negociações no segmento nível 2 da B3 está previsto para 17 de fevereiro.

Com base no preço médio da faixa indicativa, de 9,93 reais, o IPO pode movimentar 5,3 bilhões de reais, excluindo os lotes adicional e suplementar. Quando incluídas essas ações e considerado o teto da faixa, a oferta pode atingir 7,2 bilhões de reais.

A CSN Mineração afirmou que pretende utilizar os recursos da oferta primária em projetos de expansão, tais como o projeto Itabirito P15 e de recuperação de rejeitos de barragem Pires e Casa de Pedra, a principal mina da empresa, localizada em Congonhas (MG).

De acordo com o prospecto preliminar, a receita operacional líquida da CSN Mineração somou 8,9 bilhões de reais nos nove meses até o fim de setembro passado, com volume de vendas de 22,5 milhões de toneladas. No mesmo período, o Ebitda ajustado somou 5 bilhões de reais e o lucro líquido, 2,7 bilhões.

O IPO tem como coordenadores Morgan Stanley, XP Investimentos, Bradesco BBI, Bank of America, BTG Pactual, UBS, Caixa Econômica Federal, Citigroup, Fibra, JPMorgan, Safra e Santander Brasil.

Para mais detalhes, clique aqui: https://bit.ly/39aTC3W

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH0M0BW-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.