Economia

Confiança dos empresários paranaenses está acima da média nacional, diz CNC e Fecomércio

Segundo as entidades representativas, o incremento das vendas do Dia dos Namorados serviu como uma dose extra de ânimo aos comerciantes

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da CNC e Fecomércio
Confiança dos empresários paranaenses está acima da média nacional, diz CNC e Fecomércio
(Foto: Fernando Ogura/AEN)

21 de junho de 2021 - 13:36 - Atualizado em 21 de junho de 2021 - 13:36

Os empresários paranaenses estão mais esperançosos neste mês de junho. O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), aferido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio-PR), voltou ao patamar favorável, subindo de 98 pontos em maio para 106,6 pontos em junho. Trata-se de uma alta de 8,8% em um mês e de impressionantes 51,7% na variação anual.

A confiança dos empresários paranaenses está acima da média brasileira. A ICEC nacional cresceu pela primeira vez no ano agora em junho, mas ainda permanece em nível considerado desfavorável, ao registrar 98,4 pontos e seguir abaixo da faixa de 100 pontos.

Com 106,3 pontos e índice de confiança inferior ao das empresas de médio e grande porte, os empreendimentos com até 50 colaboradores tiveram aumento de 9% no indicador de junho em comparação a maio. Por outro lado, com 121,8 pontos, as empresas com mais de 50 funcionários tiveram redução de 2,4% na variação mensal.

Fatores avaliados

A avalição que os empresários fazem das Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC) teve alta de 15% de maio para junho e crescimento de 106,8% na comparação com junho de 2020.

Já as Expectativas do Empresário do Comércio (IEEC) cresceram 8,5% em relação a maio e superaram em 51,6% a pontuação registrada em junho do ano passado.

Para completar, a projeção de Investimentos do Empresário do Comércio (IIEC), especialmente a contratação de funcionários, foi ampliada em 4,9% na variação anual e em 27,2% na variação anual.

Essas elevações anuais expressivas diante dos efeitos iniciais da pandemia, em 2020, surpreenderam a maioria dos comerciantes. Com o avanço da vacinação da população e adaptação ao novo contexto de negócios, os empreendedores já vislumbram a superação das crises econômica e sanitária provocadas pela Covid-19. O incremento das vendas do Dia dos Namorados também foi uma dose extra de ânimo aos empresários.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.