Economia

Confiança do Empresário do Comércio é crescente no Paraná, diz Fecomércio

Mais confiantes, 90,6% das empresas do estado pretendem abrir novas vagas de trabalho

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Confiança do Empresário do Comércio é crescente no Paraná, diz Fecomércio
(Foto: Ari Dias/AEN)

27 de setembro de 2021 - 18:58 - Atualizado em 27 de setembro de 2021 - 18:58

Pelo quarto mês consecutivo o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC), manteve o ritmo de crescimento, atingindo o melhor resultado para o mês de setembro dos últimos dez anos.

De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR) o indicador passou de 120,1 pontos em agosto para 126,8 pontos em setembro.

A elevação da confiança do empresário foi motivada principalmente pelo subíndice Condições Atuais do Empresário (ICAEC), que apresentou alta mensal de 11,2% e variação anual de 111,0%.

Mais confiantes, 90,6% das empresas do estado pretendem abrir novas vagas de trabalho em setembro, principalmente os estabelecimentos comerciais de menor porte. Mais confiantes, os empresários paranaenses planejam contratar, repondo o quadro funcional reduzido ao longo da pandemia.

Segundo a pesquisa da CNC e Fecomércio PR, a expectativa de contratação de funcionários das empresas do Paraná cresceu 8,7% em setembro: 90,6% das empresas do estado pretendem abrir novas vagas de trabalho neste mês, ante 83,3% que tinham tal planejamento em agosto.

Os estabelecimentos comerciais de menor porte (até 50 colaboradores) são os que mais pretendem contratar, com 90,6% de seus gestores afirmando esta tendência. Entre as empresas de maior porte, 85,7% também devem fazer novas contratações.

Com o avanço da vacinação está ocorrendo uma gradual normalização da atividade econômica, e mesmo com aumento da inflação, das taxas de juros, elevado nível de desocupação e menor poder de compra dos consumidores, os empresários paranaenses ainda assim estão otimistas, provavelmente em função da data comemorativa do Dia das Crianças.

Neste cenário, as empresas vão gradativamente retomando seus padrões de funcionamento e os empresários começam a ter mais elementos para efetuar o planejamento dos seus empreendimentos.