Economia

Confiança da zona do euro atinge máxima de 21 anos com reaberturas

Reuters
Reuters
Confiança da zona do euro atinge máxima de 21 anos com reaberturas
Pessoas caminham pelas ruas de Paris, França, onde máscaras não são mais obrigatórias ao ar livre

29 de junho de 2021 - 09:18 - Atualizado em 29 de junho de 2021 - 09:20

BRUXELAS (Reuters) – A confiança econômica da zona do euro melhorou em junho e atingiu uma máxima de 21 anos, com o ritmo acelerado de vacinações contra a Covid-19 possibilitando mais reaberturas e um clima melhor em todos os setores da economia, especialmente no varejo e serviços.

A pesquisa mensal da Comissão Europeia para os 19 países que compartilham o euro mostrou nesta terça-feira que o otimismo subiu para 117,9 pontos em junho, de 114,5 em maio, superando as expectativas de pesquisa da Reuters de uma melhora para 116,5.

A confiança foi muito melhor em serviços, o maior setor da zona do euro que é responsável por mais de dois terços do Produto Interno Bruto (PIB). O subíndice subiu para 17,9 pontos em junho, de 11,3 em maio, muito acima das expectativas.

A confiança no setor de varejo aumentou de 0,5 ponto em maio para 4,5 pontos.

O otimismo na indústria, construção e entre os consumidores também aumentou, embora de forma mais modesta.

O sentimento na Alemanha atingiu uma máxima histórica e melhorou nos seis maiores países da União Europeia, exceto na Espanha, onde diminuiu ligeiramente.

Consumidores também começaram a esperar uma inflação mais alta nos próximos 12 meses, com a leitura subindo a uma máxima de 13 meses, para 24,7.

(Por Philip Blenkinsop)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5S0OS-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.