Economia

China tornará política monetária prudente mais flexível e direcionada, diz BC

Reuters
Reuters
China tornará política monetária prudente mais flexível e direcionada, diz BC
Sede do banco central da China em Pequim

26 de novembro de 2020 - 08:54 - Atualizado em 26 de novembro de 2020 - 08:55

PEQUIM (Reuters) – O banco central da China afirmou nesta quinta-feira que tornará a política monetária prudente mais flexível e direcionada, e reiterou que não irá recorrer a um excesso de estímulo.

A China vai manter a taxa de alavancagem macro basicamente estável e melhorará a prevenção ao risco de default de títulos, completou o Banco do Povo da China em seu relatório de implementação da política monetária do terceiro trimestre.

Várias inadimplências de alto perfil recentes por empresas estatais chinesas, incluindo a Yongcheng Coal & Electricity Holding Group e a Huachen Auto Group Holdings, enviaram ondas de choque por todo o mercado de títulos corporativos da China.

O ‘default’ dos títulos abalou a confiança dos investidores e elevou os custos de financiamento de muitos tomadores de empréstimos corporativos, aumentando as pressões sobre a nascente recuperação econômica da China.

A China manterá uma política monetária “normal” por quanto tempo for possível, disse o relatório do banco central, reiterando comentários anteriores de seu presidente, Yi Gang.

(Reportagem de Lusha Zhang, Judy Hua e Gabriel Crossley)

tagreuters.com2020binary_LYNXMPEGAP0HK-BASEIMAGE

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.