Economia

CCR poderá executar expansão das linhas 5 e 17 do metrô de SP

Reuters
Reuters

30 de março de 2021 - 20:38 - Atualizado em 30 de março de 2021 - 20:38

SÃO PAULO (Reuters) – A CCR informou nesta terça-feira que acertou aditivo ao contrato de concessão das Linhas 5-Lilás e 17-Ouro do metrô de São Paulo, prevendo que poderá assumir responsabilidade pela elaboração dos estudos e execução dos futuros investimentos para expansão das respectivas linhas.

A Linha 5–Lilás compreende o trecho entre as estações Capão Redondo e Chácara Klabin, na zona sul da capital paulista. Na semana passada, o governo paulista anunciou a expansão da linha até o Jardim Ângela.

Em obras desde 2012, a futura Linha 17–Ouro usará a tecnologia Metrô Leve, um sistema de monotrilho e, assim como na Linha 5, será operada, pela ViaMobilidade, da CCR. Ela terá cerca de 7 quilômetros e oito estações, ligando o Aeroporto de Congonhas com as linhas 5-Lilás e 9-Esmeralda da CPTM.

Segundo a companhia, as condições seriam acordadas com o governo em termo aditivo próprio, inclusive sobre o reequilíbrio econômico-financeiro da concessão.

O anúncio ocorre dias após a CCR ter assinado com o governo paulista outros aditivos a contratos que lhe garantiram mais de um bilhão de reais devido a atrasos em obras de infraestrutura logística a serem operadas pela companhia.

(Por Aluísio Alves)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.